Nome para Clínicas: 7 dicas para criar um nome inesquecível!

Tempo de leitura: 6 minutos

Criar um bom nome para clínicas não é tarefa fácil e nós sabemos disso. Afinal, o nome vai construir sua identidade visual, aproximá-lo do seu paciente e diferenciá-lo da concorrência. Devido a essa importância, esse processo não pode ser realizado de qualquer forma. Pensando em te ajudar, colocaremos 7 dicas que vão auxiliar a criar um nome inesquecível para sua clínica. Vamos conferir?

Como criar um nome para Clínicas?

Na hora de criar um nome inesquecível para sua clínica existem uma série de boas práticas e estratégias a serem seguidas. Pensando nisso, colocamos 7 dicas que vão te ajudar bastante a escolher a melhor opção. Vamos lá?

1 – Reflita sua Missão, Visão e Valores:

Um dos primeiros passos, no momento em que você está fazendo o Planejamento Estratégico da sua clínica, é traçar a Missão, Visão e Valores do negócio. Este passo é o que dá “norte” para todos os outros. Afinal, é o grande propósito da sua clínica.

Desta forma, é essencial que todos os seus pacientes conheçam a razão da existência (missão), o que almeja (visão) e quais os princípios éticos (valores) da sua clínica. Mas, como fazer isso? A resposta é simples: refletindo esses três pilares em toda comunicação da clínica. Ou seja, no nome, no logo médico e em toda a identidade visual.

2 – Faça um Brainstorm:

Uma ótima técnica para pensar em possíveis nomes é o Brainstorm.

Em suma, o Brainstorm, consiste em uma reunião com pessoas da equipe e fora dela para jogar diversos conceitos e ideias acerca da clínica.

O ideal é anotar toda e qualquer opinião, das mais bizarras até as mais geniais, e não julgar nem criticar nenhuma possibilidade. Afinal, uma ideia pode desencadear em outra até chegar em um denominador comum.

A expectativa, ao final da reunião, é sair cheio de novas ideias e conceitos para pesquisar e, quem sabe, aplicar.

3 – Pergunte aos seus potenciais pacientes:

Na hora de fazer o Planejamento Estratégico você traçou seu público-alvo/persona, bem como suas dores, desejos, interesses e objetivos, certo? Então, é hora de usar isso ao seu favor.

Além de pensar em nomes para clínicas que atendam esse público, por que não mostrar as melhores opções para elas? Desta forma, será possível ver como o público entende o nome, como pronuncia, qual o sentimento que o nome traz, se tem relação com os serviços prestados e outras vantagens.

4 – Pesquise:

Pesquisar muito é essencial no processo de criar nomes para clínicas.

Pesquise os seus concorrentes diretos e indiretos. Como é o nome deles? Qual o estilo comunicacional utilizado? Existe algum nome semelhante ao que minha clínica quer utilizar?

Além disso, pesquise e conheça ainda mais o seu público-alvo/persona. Qual o perfil demográfico deles? Quais os seus problemas e objetivos? Como funciona sua vida pessoal (hobbies e cotidiano)? Quais marcas que mais interagem? Qual o sentimento relacionado à sua especialidade e serviço?

5 – Pense na sua comunicação:

Planejar um nome para clínicas pensando no futuro da comunicação é essencial.

Desta forma, é bom ficar atento aos seguintes pontos:

• Modismos: Nomes da moda e gírias tem, na maioria das vezes, prazo de validade. Desta forma, o que no momento da criação pode ter sido algo oportuno, no futuro pode perder o sentido.

• Associações: Evite associações que podem trazer conotações e sentimentos negativos em seu público. Por exemplo: Uma empresa asiática adotou a sigla KKK, que quer Ku Klux Klan nos EUA.

• Pronuncia: A pronuncia é um dos pontos essenciais para tomar cuidado. É ideal ficar atento à nomes que sejam fáceis de pronunciar, que correspondam a grafia e que não soem de forma estranha.

• Facilidade na Internet: O Marketing Médico Digital é um dos principais ativos da sua clínica. Desta forma, é essencial que o nome seja pensado para este meio.

• Estrangeirismos: Nomes estrangeiros atento à facilidade na escrita e na pronuncia. Caso contrário, seu nome pode perder a eficácia e cair no esquecimento.

• Nomes Longos: Nomes repetitivos e com grande extensão podem gerar confusão e estranheza na hora da pronuncia.

6 – Simplicidade: 

As siglas e o nomes curtos são vistos com bons olhos pelos especialistas, pois são fáceis de memorizar e pronunciar. No caso das siglas, é interessante colocar as iniciais dos serviços ou dos sócios. Alguns exemplos de nomes curtos e siglas são: Nike, Apple, GM (General Motors) e GSK (GlaxoSmithKline).

Além disso, o nome não precisa dizer tudo. Mas, como assim? No caso médico, o nome, dificilmente, aparece sozinho. Ele sempre vem acompanhado de imagens e/ou textos auxiliares que reforçam os serviços e especialidades. Por exemplo: o nosso nome “Communicare” sempre vem auxiliado pelo termo “Marketing Médico”.

7 – Verifique a disponibilidade:

Após realizar todos as dicas anteriores é chegada a hora de verificar se já existem marcas e domínios com os nomes para clínicas escolhidos. Já imaginou ter todo este trabalho, criar um logo médico, fazer um site médico e descobrir que já existe alguma marca com o nome que você escolheu e algum site com o domínio escolhido?

Para evitar essa dor de cabeça, você pode pesquisar se o possível domínio do seu site está disponível (Basta clicar aqui) e se já existe alguma marca com o possível nome da sua clínica (Basta clicar aqui).

Não tenho tempo e paciência para criar um nome para minha clínica. O que faço?  

Como dissemos no começo do post e você pôde ver diante das diversas dicas, criar um nome para clínicas não é uma tarefa fácil.

Se você tiver condições, uma ótima solução pode ser contratar profissionais ou empresas habilitadas e especializadas neste serviço. Os benefícios desta atitude vão desde a profissionalização da sua clínica, visto que o nome será criado por uma equipe capacitada e acostumada com esse trabalho, até o guiamento para a próxima etapa: a de criação de um Logo Médico.

Por falar nisso, que tal conhecer um pouco mais sobre a importância de um Logo Médico para clínicas e médicos? Gostou da ideia? Então basta clicar aqui!

Ebook - Inbound Marketing Médico: Conquistando Pacientes.

Comentários

Comentários