Marketing Médico: Por que fazer?

Tempo de leitura: 3 minutos

Agora que você já sabe o que é Marketing Médico, provavelmente tenha passado uma nova dúvida pela sua cabeça: “Por que fazer Marketing Médico?”. Não se preocupe, nós iremos respondê-la. Vamos lá:

Por que fazer Marketing Médico?

Para responder esse questionamento, escolhemos os dois principais motivos que falam por si só: Empoderamento dos Pacientes e a Concorrência Médica. Confira:

Empoderamento do Paciente:

A internet trouxe muitas mudanças em diversos âmbitos e no Marketing não é diferente. As mutações foram tantas que criou-se a máxima: “Quem não está na internet, não existe”.

A principal modificação sentida foi no consumidor. Hoje, o cliente tem muito mais informação e poder do que em qualquer outro momento. É costume dizer que eles estão, cada vez mais: exigentes, sem tempo, resistentes, informados e com um poder de escolha imensurável. Vamos te explicar melhor:

  • Consumidor Exigente: Os clientes querem mais qualidade e mais serviço.
  • Consumidor Sem Tempo: As pessoas têm cada vez menos tempo e necessitam de conveniência.
  • Consumidor Resistente: Os clientes acreditam que existam cada vez menos diferenças reais entre os produtos/serviços e, por isso, são menos fiéis.
  • Consumidor Informado: As pessoas podem obter informação sobre o que querem e na hora que querem.
  • Consumidor com Poder de Escolha: Subsidiado por essa informação, citada acima, o cliente pode optar por uma compra inteligente através de diversas pesquisas antes de realmente adquirir o produto/serviço.

Concorrência Médica:

Neste quesito, a necessidade de destacar-se e diferenciar-se se dá pelo fato de que cada vez mais médicos estão se formando.

O crescimento expressivo do número de médicos no Brasil é resultado principalmente da abertura de novas escolas médicas e da expansão de vagas de graduação em medicina, de fatores relacionados à evolução da demanda e de necessidades crescentes de saúde, além da oferta de mais postos de trabalho médico devido à expansão do sistema de saúde.

Para ilustrar melhor o que eu digo, fique atento aos números abaixo:

Segundo a pesquisa da USP, Hospital Albert Einstein e Hospital Sírio-Libanês em conjunto com o Ministério da Saúde, cerca de 15.000 médicos se formam a cada ano.

Um outro Relatório de Demografia Médica no Brasil, do ano de 2015, mostra que o número de médicos por 1.000 habitantes chegou a 2,11. Você pode até imaginar que esse número ainda é bom. Porém, olhando o passado e o futuro, vemos que houve um crescimento 81% em relação ao ano 2000 e a previsão para 2040 é que tenham 2,41 médicos por 1.000 habitantes.

Ainda neste relatório, verifica-se mais um número muito importante e que deflagra ainda mais essa concorrência. Veja no gráfico abaixo:

Gráfico - Médicos

É realmente inegável a importância do marketing para clínicas e consultórios poderem se diferenciar da concorrência e ficar de acordo com o novo comportamento do consumidor/paciente atual.

Por falar nisso, produzimos um conteúdo muito valioso sobre o Inbound Marketing Médico, estratégia que se baseia nessa realidade de empoderamento para conquistar os pacientes antes e após as consultas. Se interessou? Basta clicar no banner abaixo e fazer o download do nosso ebook!

Ebook - Inbound Marketing Médico: Conquistando Pacientes.

 

Artigos Relacionados:

Comentários

Comentários